Tecnologia

A tecnologia principal se baseia na formação de complexos combinando determinadas proteínas com uma ampla gama de surfactantes. A formação deste Complexo de Surfactante de Proteína ™ (PSC ™) resulta na melhoria do desempenho e eficiência do surfactante, incluindo uma redução na tensão interfacial, bem como a redução da concentração micelar crítica (CMC). Além disso, são observados efeitos mais sutis em alguns processos bioquímicos básicos. As proteínas no PSC ™ são derivadas de leveduras da categoria alimentar.

A chave da nossa tecnologia patenteada é a mistura de proteínas obtidas por “stress”.
É mostrado um modelo de uma molécula de proteína obtidas por “stress”.

Uma nova estrutura para a química verde

CARACTERÍSTICAS ÚNICAS
EFEITOS DE ENERGIA DE SUPERFÍCIE

IFT ultra-baixo
O uso de uma nova biotecnologia acoplada a surfactantes reduz a tensão interfacial, o que melhora a umidade e a penetração nos micro poros, permitindo que os produtos de limpeza PSC ™ levantem os contaminantes com mais eficiência. Esse é o principal recurso fundamental que é o “motor” que impulsiona o desempenho dos produtos da ABC. Tensão superficial mais baixa e tensão superficial dinâmica são outros benefícios obtidos com o PSC ™.

Reduz drasticamente o CMC
A concentração micelar crítica (CMC) é a concentração de surfactante necessária para que o surfactante se torne funcional. A ABC desenvolveu uma maneira de integrar biotecnologia exclusiva com surfactantes para reduzir a CMC em até 100 vezes. Esta é uma força motriz essencial para reduzir custos, além de melhorar o desempenho.

EFEITOS BIOLÓGICOS

Acelera a biodegradação
O principal mecanismo para o efeito biológico do Complexo Surfactante Proteico é um desacoplamento moderado da fosforilação oxidativa. O efeito desacoplador altera o metabolismo central das bactérias, resultando em:

  • Maior absorção biológica de contaminantes orgânicos
  • Eficiência aumentada no tratamento de águas residuais, reduzindo custos operacionais
  • Volume reduzido de lodo sólido produzido no tratamento de águas residuais
  • Produção reduzida de biofilme
  • Eficiências aumentadas de filtração por membranas através da redução de incrustações biológicas
  • Redução ou eliminação de mal odores

Controle de biofilme
O PSC ™ direciona a atividade metabólica microbiana, o que significa que os biofilmes podem ser controlados e removidos em muitas áreas de uso. A tecnologia de controle de biofilme da ABC reduz bastante a produção de biofilme em operações de filtragem por membrana. Esse resultado reduz a contrapressão nas membranas, o que reduz o consumo de energia e os ciclos de limpeza. É certificado pela NSF / ANSI para uso na produção de água potável em conformidade com a Norma 60: Produtos químicos para tratamento de água potável.

Isso também se ocorre em estações de tratamento de águas residuais, linhas de esgoto, sistemas sépticos e superfícies porosas do piso, como em restaurantes e banheiros. Em todos esses casos, os biofilmes podem abrigar patógenos e são fonte de odores persistentes.

BENEFÍCIOS MULTI-FUNCIONAIS

Sem odores
Os produtos baseados no PSC ™ são extraordinários na capacidade de remover odores enquanto limpam. A família de produtos Accell® remove odores em sistemas biológicos, como quando usados em estações de tratamento de águas residuais, sistemas sépticos e linhas de esgoto. Além disso, os produtos de limpeza PSC ™ removem a maioria dos odores em contato imediato, não apenas mascarando o odor.

PSC ™ continua trabalhando após a limpeza
Os produtos de limpeza baseados no PSC ™, como o Accell Clean®, funcionam com mais eficiência do que a maioria dos produtos de limpeza. Em vez de simplesmente desalojar contaminantes a serem transferidos para outro lugar, os produtos de limpeza PSC ™ facilitam a biodegradação de materiais orgânicos, como biofilmes, óleos, graxas e várias manchas, proporcionando benefícios que nenhum outro limpador ou desengordurante pode reivindicar.